Pular para o conte

Colóquio Internacional Paul Ricouer

2010 maio 26
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

www.ricoeur2010.com

Filosofia e Medicina: Cinco Livros de Problemas

2010 abril 25
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

 

António Luís: «Cinco Livros de Problemas»

Foi editado em português a obra de 1542 de António Luís «Antonii Ludovici Olisiponensis Problematum Libri Quinque».

“A obra de António Luís que se propõe o leitor, não é uma obra médica stricto sensu, mas é obra de um médico. Essa marca é bem visível. Isso pressupõe um quadro de inteligibilidade muito determinado no que respeita à arte médica, à representação do corpo, à inscrição do homem no cosmos e à explicação do modo de a physis operar.

O título “problemas” indica um estilo e uma tradição intelectual na qual se inscreve a obra: o autor exerce o engenho sobre um leque variado de questões, movendo-se num terreno semeado de incertezas e perplexidades, na esteria dos problemas atribuídos a Aristóteles, diversamente glosados por conceituados médicos ao longo da Idade Média.”

Adelino Cardoso

Editado pelo Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa no âmbito do Projecto “Filosofia, Medicina e Sociedade”.

A Fundamentação da Ética, hoje

2010 abril 1
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

O Grupo de Investigação Philosophy and Public Space do Instituto de Filosofia da FLUP tem o prazer de convidar V. Exa. para a 1ª Sessão do Ciclo de Conferências: “coisas e causas públicas”, que contará com a palestra intitulada A FUNDAMENTAÇÃO DA ÉTICA, HOJE, proferida pelo Prof. Doutor Luís de Araújo (Instituto de Filosofia/Departamento de Filosofia – FLUP).

A sessão decorrerá no dia 13 de Abril de 2010, pelas 17h30, na Sala do Departamento de Filosofia – Torre B (Piso 1).
[Entrada livre]

Filosofia e filosofar – que interessa isso hoje?

2010 março 29
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

Ver cartaz

 

A Almedina, Ideias Concertadas e a APF – Associação de Professores de Filosofia e Viafilosofia, organizam um ciclo de conferências subordinado ao tema Filosofia e Filosofar – que interessa isso hoje? As conferências têm lugar na Livraria Almedina, estádio Cidade de Coimbra, às 18 h.

Próximas conferências:

 

 

A 29 de Abril, o Teólogo Dr. Anselmo Borges, da FLUC, profere uma Conferência subordinada ao tema 

 

Razão e Fé – Fundamentalismos e intolerância.

A 27 de Maio, a Investigadora da FLUC, Catarina Rebelo profere uma Conferência subordinada ao tema, A saúde hoje e a crescente procura e terapias

Mais informações

 

CCB: «Tratado das paixões» de Descartes em Música

2010 março 18
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

Em 1649, ano em que parte para Estocolmo a convite da rainha Cristina da Suécia, René Descartes (1596-1650) publica o Tratado das Paixões, correntemente conhecido como As Paixões da Alma. Descartes aprofunda aí a sua especulação sobre o pensamento humano, desmistificando a crença de que os sentimentos se localizavam no coração e insistindo em que é o cérebro que comanda todas as manifestações exteriores das paixões da alma, e contribui para uma longa tradição de tentativas de sistematização das paixões.

Há apenas seis “que são simples e primitivas”. Todas as outras derivam destas. Ei-las:
a admiração, o amor, o ódio, o desejo, a alegria e a tristeza.                                             
- 6 intinerários musicais para 6 paixões: Diversidade, Viagens no tempo, Invulgar, Espírito Livre, Romântico e Sortilégios da voz
No CCB, dias 23, 24 e 25 Abr 2010

 

Arte médica e Imagem do corpo

2010 março 17
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

arte-medica-e-imagem-do-corpo1

Lourinhã: workshop filosofia para crianças

2010 março 17
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

Com uma duração de 6 horas, o workshop ‘Filosofia para Crianças’, ministrado pela formadora Joana Sousa, tem lugar no próximo dia 17 de Abril, destinando-se a pais, professores, educadores e outros agentes educativos.

Mais informações no jornal Alvorada

Divulgação: RF&L

2010 março 15
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

rfl

Rede de Filosofia & Literatura

Instituto de Filosofia da Linguagem

O Bebé Filósofo

2010 março 14
Comentários desativados
Publicado por Renato Martins

 

O Bebé Filósofo

O que as mentes das crianças nos dizem sobre a verdade, o amor e o sentido da vida
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 368
Editor: Temas e Debates
ISBN: 9789896440947
 
Sinopse
Como pensam os bebés? Como é ser um bebé? A que ponto as nossas experiências como crianças moldam as nossas vidas adultas? Na última década, houve uma revolução na nossa compreensão das mentes dos bebés e das crianças… A recente pesquisa científica e psicológica revelou que os bebés aprendem mais, criam mais, se preocupam mais e experimentam mais do que alguma vez imagináramos. Alison Gopnik – uma importante psicóloga e filósofa, e também mãe – explica os inovadores desenvolvimentos psicológicos, neurocientíficos e filosóficos na nossa compreensão das crianças muito pequenas, transformando a nossa compreensão de como os bebés vêem o mundo e, por sua vez, proporcionando uma apreciação mais profunda do papel dos pais.
Retirado do Wook

José Gil: “não existe comunidade filosófica em Portugal”

2010 março 11
Publicado por Renato Martins

Por ocasião da sua última aula, o filósofo José Gil foi entrevistado pelo Diário de Notícias.

 

Hoje dá a sua última aula na Universidade Nova de Lisboa, onde lecciona há 29 anos. Que impressão gostaria de deixar nos seus alunos?

Gostaria de deixar uma certa liberdade de pensar. Pensar não apenas no âmbito filosófico, mas nas diferentes disciplinas, nos diferentes campos do saber. Gostava de deixar, sobretudo nos alunos, a capacidade de construírem um pensamento profundo e rigoroso sobre a vida.

E na universidade, nos colegas, na comunidade filosófica?

Não existe comunidade filosófica em Portugal, portanto, não sei a importância que o meu trabalho tem tido. Da parte dos colegas também não tenho tido muito feedback. Excepto de alguns, poucos, amigos filósofos.

Diz isso com uma certa mágoa?

As pessoas que constituem a academia portuguesa não estão abertas ao pensamento uns dos outros. Vivem isoladas, só pensam nelas e nas suas carreiras. Tenho mágoa porque se houvesse troca de ideias entre as pessoas, se houvesse comunicação, criar- -se-ia uma energia contagiante, que ajudaria os alunos e ajudaria o País.

 

Esta entrevista conduzida por Joana Emídio Marques pode ser lida na íntegra  aqui